Pages

terça-feira, 18 de maio de 2010

Informação custa caro

Como professor de Educação Física sempre procuro estar atualizado para atender melhor os meus alunos. Além de livros sempre busco na internet sites que tem informações relevantes da área.

Porém tem algo que me incomoda profundamente em comunidades de sites de relacionamentos. Existem tópicos solicitando tipos de treinamento, questionando qual a melhor atividade para perda de gordura corporal, enfim, perguntas que podem e devem ser feitas aos profissionais nas academias.

Verifiquei em comunidades da medicina, odontologia, fisioterapia e são poucos os tópicos solicitando informações específicas. Nesse ponto fica claro que a Educação Física está a mil anos atrás das outras áreas da saúde, talvez pelo reconhecimento recente da profissão. Tenho certeza que você nunca encontrará um médico prescrevendo receitas nessas comunidades, assim como o dentista ou o fisioterapeuta.

Conhecimento “custa” caro. É adquirido através de muito estudo e investimento financeiro. Sou contra essa banalidade que se tornou passar um treino para uma pessoa sem ao menos ter uma avaliação física em mãos e principalmente via internet.

Cada profissional deve agir conforme suas convicções, afinal cada cabeça uma sentença.


39 comentários:

Vanda Ferreira disse...

Muito importante o seu texto, porque o que mais vemos são profissionais, se é que podemos chamá-los de profissionais, exercendo de forma errada o conhecimento que tem na área.

Conhecimento, como você disse, não é brincadeira. É coisa séria. Hoje em dia, infelizmente qualquer um consegue diploma, mas competência, sabedoria para exercer determinada função, são poucos!

Muito interessante o seu blog. Gostei muito!!!


Vanda Ferreira: http://vanda-ferreira.blogspot.com/

Rander Ariel. disse...

Sem dúvidas. Conhecimento é algo que de fato é cara, literalmente e não somente metaforicamente.
Mas o que nos motiva a adquirir conhecimento são nossas vontades baseadas em melhorias contínuas, entretanto, conhecimento deveria ser mais acessível a todos, sem alienação ou altos custos.
Excelente postagem.

Se tu puder, comenta em minha coluna. Fala sobre a Educação

http://www.uberabanews.com/?editorias/detalhes/1/artigos/500/a-desvalorizacao-dos-educadores-e-a-reforma-na-educacao

Abraços.

Sandinha disse...

Olha eu malhei sem ter feito avaliação física, porém agora a academia 'obrigou' todos a fazerem :)

Gostei muito do teu blog!

Abração *-*

Marcus Portella disse...

Sem duvida brother, as pessoas tem que tomar consciencia de que Ed. Fisica é coisa séria, não o que funciona pra um , funciona pra todo mundo, cada pessoa cada caso... e perguntando coisas desse tipo na internet , voce fica a merce de "adivinhões" que nem profissionais da área são !!!

continue com essa convicção !

esta de parabéns !!!

Letícia Escobar*-* disse...

Realmente é foda...acho que é um preconceito com a educação física...as pessoas pensam que não tem tanta importancia..mas se esquecem que é o nosso corpo

Thamyzinha Iwasaki disse...

Tem gente que faz isso até no quintal da casa,se esqueçendo de procurar um profissional...
até porque tem pena de gastar um dinheiro,até proucurar a maneira mais facil,como disse sites que de dicas...
Sem ao menos ter acompanhamento medico!

Luane Arruda disse...

òtimo texto..
Mto bom gosto e conteudo!

=*

Wy disse...

O máximo que pode fazer é passar dicas do que a pessoa pode fazer em casa pra condicionar normalmente o corpo, como caminhada e tal. Da mesma forma que o dentista fala pra escovar os dentes de tal forma e usar fio dental.

Você demorou anos pra aprender e a cada dia busca mais informações, não dá pra depois passar pra frente só com algumas linhas.
Concordo com você.
Temos que buscar também a valorização da profissão..

Luiz Brisa disse...

custa caro so as inportanmtes p/ nos
as inuteis vem d bonde

Christian Maciel disse...

Faço treinamento em academia e vejo muita gente atrás de informação através de internet, livros e etc. E ao menos procuram informação com um profissional da area.

@Chris_batera

Reporter mineiro scraxado disse...

Fabiano, valeu mesmo pelo comentario construtivo em meu blog, e por que não acrescentar meu ponto de vista aqui também, muito bom você aboradar este questão, pois existem muitas academias espalhadas por ai, que é apenas você pagar e entrar para malhar, sem nenhum acompanhamento e avaliação. Ja pensei na possibilidade de cursar ed fisica, pois sou um apaixonado pelo esporte, mas vejo também esta banalização da profissão, quem sabe um dia os professors em geral não apenas de ed fisica se unam para o bem comum de todos.

Marcela disse...

Olá Fabiano,

Realmente há propriedade naquilo que argumentou, uma vez que através de gestos como estes enxergamos a diferenciação do profissonal, isto independe de sua aréa.

Um abraço

http://memoriaspsicodelicas.blogspot.com

jjpapel disse...

Oi...já estive aqui antes, mas lendo boas postagens a respeito de filmes.
Quanto ao conhecimento e seu custo, concordo com o que dissestes e acrescento a isso a importância de lembrarmos que a educação custa caro em nosso país; para que se complete a formação em um curso superior, seja por Universidade pública ou privada, há muito investimento (além do tempo dispensado) financeiro pessoal ou do Estado para tanto. Esse fato justifica o porquê de uma minoria completar o terceiro grau no Brasil.
Quando o conhecimento é compartilhado via internet, este pode ser importante ferramenta para quem os utiliza, mas corre o risco de, além de desvalorizado (porque as pessoas costumam valorizar o que pagam para obter), ser mal utilizado, inclusive podendo prejudicar o seu usuário. Por isso, embora a informação pela internet assuma muita importância, não substitui os profissionais e seu contato com seus clientes.
Se faz necessário que os profissionais valorizem o seu saber e seu esforço pessoal para adquiri-lo, de forma a não banalizá-los lançando-os na internet como se erroneamente pudessem ser utilizados em todos os casos por todas as pessoas...a rede de computadores acaba assim por formar indivíduos com sub-conhecimentos acerca de quaisquer coisas que julgam serem reais possuidores de conhecimento, o que é arriscado pela forma como as informações serão utilizadas.
Portanto, o conhecimento deve ser pensado como um bem valioso a ser cautelosamente repassado porque não é à toa que saber e poder estão diretamente relacionados desde os tempos mais remotos de nossa história.
Acho que me empolguei, mas falei o que queria, hehehe...abração!

Profª. Vânia Almeida disse...

Oi Faibis, muito pertinente seu texto. Ninguém tem obrigação de trabalhar de graça, temos mesmo é que nos unir quanto a isso e quem quiser treinos prontos e afins, que pague como pagam aos médicos!

abs

Vânia

Gustavo Hermes Soares disse...

Realmente... informação usada de forma errada pode ser perigosa, ainda mais nessa área.

É preciso ter cuidado. Mais ainda: consciência.

Blog do Camelo disse...

A internet é exatamente isso ai, ela banaliza e vai banalizar muita coisa mesmo, é tudo muito prático e por buscar essa "praticidade" muita gente recorre a internet como sua única fonte de pesquisa sem procurar pessoas "físicas", e tende a ser assim mesmo...infelizmente, mas acredito que com pessoas preocupadas como vc a situação possa vir a melhorar futuramente né? importante o seu post .. parabéns ... sinta-se convidado a conhecer o meu trabalho caso ainda não o conheça ...

Gabriel Lorenzato disse...

Quando comecei a fazer academia, comecei também, a me dar conta do tanto que os professores têm que saber, na hora de passar um exercício, ou satisfazer minhas milhares de dúvidas. Professor de educação física não é tão valorizado, mas há médicos e dentistas mal-sucedidos também. O caso é que quem procura um educador físico, quer ''massa''. Quem procura um médico ou dentista, quer a cura. É muito mais prazeroso aparecer em uma academia, que em um consultório médico ou odontológico. Abraços!

Fabiano disse...

Gabriel,
Respeito o seu ponto de vista, mas é preciso esclarecer que nem sempre as pessoas que procuram academias querem "massa". Percebo que em muitos casos, mas muitos mesmo, a intenção inicial é melhorar o seu condicionamento físico. Alguns alunos chegam a dizer que estão ali para terem um momento de lazer, de conversar com outras pessoas. Enfim, cada um com seu objetivo. Vejo que ainda temos mto a crescer como profissão e quebrar velhos paradigmas que nos acompanham a tempos. Atividade física seja ela na academia, no parque ou em qualquer ambiente, o principal enfoque é SAÚDE. Os outros objetivos como ganho de massa muscular, redução de gordura corporal é consequência de um bom treino elaborado por profissionais qualificados.
Obrigado pela sua opinião.

Niko Travesso disse...

eu sempre vou nessas comunidades mas eh raro encontrar algo útil...

http://nikomoska.blogspot.com

ॐ Camila Anastasi disse...

Nossa, eu gostei do seu blog, muitas informaçoes bacanas!

Concordo com vc ela custa caro mesmo!
Estou te seguindo!

WEL INFO disse...

a tendencia é essa mesmo... as pessoas estão a todo momento buscando informações para conseguirem seus objetivos... o que valoriza muito em determinadas areas...

vlw!

Tereza disse...

Gostei do texto tipo, realmente, os "profissionais" de hoje em dia são... quase todos pessimos assim podemos dizer
dá uma passada la no meu blog

Priscilla Acioly disse...

Educação física ainda é visto, infelizmente, como um 'oba' 'oba'. Eu mesmo, tenho conhecidos que foram fazer ed. física só porque acham que chegarão lá e vai ser moleza. Isso só vai começar a se reverter quando os próprios profissionais da área passarem a valorizá-la e agirem como profissionais interessados e qualificados.

S E U - N E R D disse...

É cara infelizmente esse é o Brasil =x
tudo é movido a dinheiro, e são pocuso que postam algo, em sites para que outros profissionais ou outro alguem possa usufruir

Karla Hack disse...

Eu tenho uma amiga que se formou em Educação física e que reclamava justamente disto, deste descaso com a seriedade da profissão, dos conhecimentos, da própria forma de trabalho... As vezes nem se nota, mas se coloca outros em risco por culpa desta conduta...
E o pior é que isto não ocorre em uma ou outra área, mas em todas...
Infelismente este é o quadro de um mercado de trabalho ainda não preocupado com a formação profissional, como deveria!

Parabéns pelo tema...

Acho que aquela discussão ali no meu blog, vai acabar rendendo um post... Se der, te aviso! heheheh

;D

Tatiana disse...

Eu tb acho um absurdo essa banalizaçaõ de prescrições e consultas.. eu acredito que os problemas vão além de descrições que acreditam estar completas dadas pelos que pretendem uma orientação.

Tascio disse...

Parabéns pelo ótimo texto e por dar toda essa informação de graça :P...abraços!

Caetano Lorenzetti disse...

Bom e verdadeiro esse texto.. Belo título: informação custa caro. E custa mesmo.
Eu desisti de ir em comunidades tentar achar algo útil.
http://analisefc.blogspot.com/

FILhote disse...

voce eh un profissional da area. Podias trazer mais informacão aqueles que procuran dicas de treinamentos eficientes.

Gigante Colorado disse...

Adorei o blog!
Super bem organizado!

Os 12 macacos, muito bom filme tbm! :P rsrsrs

To seguindo, viu?
Aceita parceria??? Troca de banner???
Passa lá no Gigante Colorado!

Beijão! ;

renata disse...

concordo com vc ...vc conseguiu em pouca palavras dizer tudo q queria ...é isso ai tem medicos q receitam e nem se atualizam, as vezes tem ate um remedio mais eficiente q fica de fora e outra ate para diaguinosticarem doenças mais graves eles nao conseguem dai vc fica indo em um monte de medicos e quando descobre o q era ja é tarde de mais..

se quyizer dar uma passadinha sinta=se a vontade
http://artepoesiaerock.blogspot.com

Lockerz Download disse...

é verdade podia trazer mais dicas pro pessoal..to na academia ..mais tah dificil de da mais resultado axo q jah deu tudo qeu tinha q dá.aueahuea

Abçs
Agora comenta no meu blog..comentei aki..desculpe esqeuci de comenta akela hora.


http://lockerzdownload.blogspot.com
http;//extremetuning2ponto0.blogspot.com

m.H. disse...

acho que nessa area realmente esse lance de internet é complicado. nutrição também, eu acho. na verdade tudo que esta relacionado a padroes de beleza, a meninas que buscam qualquer maneira facil de ficar magras e etc.

Buscando disse...

Concordo com o colega que escreveu ai em cima que INFELIZMENTE a educação fisica é vista como oba-oba e é uma coisa ridicula por que conhece professores de educação fisica que sabem e são melhores até que médicos.

passa la tem banda nova!
www.buscandoreconhecimento.blogspot.com

@luanamurari_

Gabriel Valladares disse...

Vc tem razão. Isso tem acabar através de nós mesmos, profissionais de ed fisica. Somos da saúde e um profissional da saúde não pode sair por aí prescrevendo exercícios sem uma avaliação em mãos.

' Pry Soares disse...

eu concordo plenamente com você! Eu sou estudante de Fisioterapia, e como profissional, sei que é totalmente proibido pelo código de ética transcrever algo sem qualquer meio de avaliação, e concordo que na educação fisica, as coisas não deveriam ser diferentes!

beijos, to te seguindo ;*

Milton (SpectroMGM) disse...

Sabe que concordo com você? até certo ponto, pelo menos.
mas parece que a disciplina de Educação Física está aos poucos ganhando seu espaço... com o tempo, as pessoas vão perceber que é muito mais em conta investir na saúde antes de desenvolver alguma doença - ou seja, fazer exercícios pagando uma mensalidade na academia ao invés de, mais tarde, ter de gastar uma fortuna em médicos, exames, remédios.

Meus dois irmãos mais velhos cursam Educação Física e eu cursaria também (me formo no Ens. Médio nesse ano) se não fosse por obra do destino (ou minha mesmo)empurrado para Letras... escrevo livros e esse assunto daria histórias bem interessantes.

Massa seu blog! Abraço (virtual).

Brunão disse...

Fabiano, acredito que o título mais adequado ao post seria "Conhecimento custa caro".

A informação em si representa muito pouco numa época como a que vivemos, onde basta ir ao google para encontrar "informação".

Negroponte já questionava, nos primórdios da web, a relação entre "bits" e "átomos", em uma analogia aos novos termos que surgiam à época. "As pessoas fazem isso: Surfam no mar de informação sem jamais mergulhar nele".

A informação é barata, o problema é que a desinformação também é. Aliás, custa mais transmití-la (meio físico) do que produzí-la (a informação, não o conhecimento).

Em tempo, compreendo bem o lado dos profissionais de Ed. Física pois faço parte de uma classe ainda mais inferiorizada, que nem reconhecimento de profissão tem.

Aproveito e deixo meus parabéns pelo blog!

Isabela disse...

E como custa caro Fabiano.... Na PUC mesmo vc começa o curso pagando R$896,00 e termina pagando um valor próximo a R$1400,00/1600,00... E os custos não ficam somente por conta de mensalidade... Tem transporte, lanche, xerox, trabalhos.... O problema da valorização não vem somente da população, mas também dos prósprios profissionais e graduandos que não sabem como valorizar seu trabalho e dão bem mais do que "amostras grátis" dos serviços de um profissional de Educação Física na internet.
Além disso, o que me preocupa é a não fiscalização de nossa profissão pelo sistema CREF/CONFEF, que ainda permite que estabelecimentos com profissionais não graduados ainda continuem exercendo a profissão de profissional de Educação Física sem terem frequentado um curso superior.
Bom, essa discussão é muito longa, mas deu para entender né?! Hehehe! Tá de parabéns o blog... Sempre que dá companho aqui!