Pular para o conteúdo principal

Paixão por times de futebol é mensurável?


Os times de futebol no Brasil têm sua legião de torcedores apaixonados e cada qual com suas crenças e convicções do quanto à equipe é a melhor ou a mais amada do país.

Na maioria das vezes mede-se a paixão pela história do time, pelo número de títulos, pela presença de torcedores no estádio, pela tatuagem eternizada no corpo. Mas será que realmente é possível mensurar esse sentimento?

Conheço pessoas que jamais foram ao estádio de futebol, que sequer moram no Estado do seu time de coração e os amam incondicionalmente, colecionam camisas, flâmulas, choram nas derrotas e comemoram nas vitórias.

Portanto acho uma bobagem esse tipo de discussão. Cada torcedor tem uma forma de demonstrar essa paixão. Ela é desmedida, essencial e será eterna.

Quanto às gozações, elas são inevitáveis e saudáveis desde que não extrapolem para a violência, afinal futebol nada mais é do que um momento de lazer na vida do brasileiro, apaixonado ou não.

Comentários

Hicaro disse…
Muuuuito bom !

Goxtei do bloG

PARABENS !
legal realmente a paixão pelo futebol é algo de todo Brasileiro^_^
lica Souza disse…
acho que ñ tem um brasileiro que nao gostem nem que seja um pouco de futebol, é inevitável não chorar quando seu time perde ou pular de alegria quando ele ganha. Até eu mesma já chorei pelo meu time O.o rsrsrs

ótimo o seu blog.. sucesso
bj
Patrícia V.S disse…
Gostei ;DD
Se todos tivessem essa mesma visão que você tem sobre o futebol, o mundo seria melhor... e não teria essa brigas nos estádios, bares etc.
Futebol é bom mais sem violência !

Gosteii do blog ;D

Obg por ter visitado o meu *-*
Arthur D'mello disse…
eu não torço por time nenhum
no máximo assisto jogo da copa :/;
Qualquer tipo de paixão é bem vinda, entretando a obsessão é um problema. E é ela que faz os jogos terminarem em violencia, separam amigos, dentre outras coisas.
Tudo tem que ter limites, paixão pelo futebol é uma coisa bonita, agora na medida certa.

Não sou fã de torcer, e sim de jogar, rsrsrs.

Parabéns, mais uma vez, pelo blog!!

Se quiser entretenimento lendo alguma coisa:
http://tacadesabedoria.blogspot.com/
- Rεnata Alvεs disse…
legal o post
gostei do blog ^-^
Soluções Blogs disse…
eu conheço um paraibano que é Vascaino e mora em Santa Catarina, ve se pode!
lorena disse…
ow assunto pra eu gostar, rsrs

paixão por futebol me acompanha desde cedo. Sou louca pelo meu Ceará, da-lhe Vozão.

Cada um tem um motivo pra abraçar as cores de um time e leva-las consigo pro resto da vida, na alegria e na tristeza.

é amor que não se mede, nem se explica mesmo

abraços
Lucas Alves disse…
só eu só acompanho futebol na copa?
e talvez!
rs

veja tbm
www.eutivinatv.blogspot.com
e/ou www.ovolumeunico.blogspot.com
Tenho e time..torço mto..mas não sou desesperada não..assim de colecionar as coisas..camisas etc...mas torço mto sim..rs

gosti do post...ah..obrigada pelo coments... :)

me segue lá..to te seguindo aki já..beijos
Acho até legal torcer e gostar muito, mas ser apaixonado...acho demais.
Luan Silva disse…
Concordo com vc Fabiano quando vc diz que essas coisa de explicar a paixão pelo timo que vc torce e desnecessário, concordo também que gozações são positivas, porém precisa de um certo limite, tem hora que as gozações passam dos limites, aí nisso não tem nada de positivo.
Erzsébet disse…
Sei do que fala e concordo olenamente. O time do meu coração, que eu amo, choro por ele, torço, sofro, e tudo, enfim... Ele é um time inglês, nunca assisti um jogo presencialmente, mas não muda minha paixão por ele. Paixão não é bem uma coisa que se mede, cada um tem uma forma de expressar, mas não se deve duvidar da paixão do outro, pois nenhuma vai ser mais legítima que a outra.
Lúcio disse…
Cada pessoa tem sua maneira de torcer,alguns exageram outra não.
Fala Cara... e aí, tudo sussa? Acho que, time é aquela coisa, cada um tem que realmente puxar o saco do seu,eu, não é porque sou são paulino, mas que o São Paulo e o time mais bem preparado do país é verdade, lá fora é o que mais tem visibilidade... E fora que a torcida é mais seleta, comparemos pela do Curintias por exemplo.. só marginais neah... Bacana seu post, mas poderia ter explorado mais, que tal uma polêmica?? Grande abraço!
Vii Ferrari . disse…
Eu não entendo nadicas de pitibiribas de futebol, então sou meio neutro no assunto.

Mas acho que tudo que é de mais faz mal, inclusive fanatismo.
Fabiano disse…
Thiago,
Não precisa polemizar mais, afinal o que escreveu é exatamente aquilo que quis expressar. Sempre vamos achar o nosso time melhor do que o outro. Isso é paixão. E sempre vamos menosprezar os nossos adversários, afinal se não existissem os rivais o futebol seria muito sem graça. Da mesma forma que para os são paulinos o corinthians é uma torcida "só" de marginais, para ele o são paulo é todo mas gls do brasil. aqui em minas não é diferente, sempre haverá essas discussões que se forem saudáveis nos fazem ter mais admiração e respeito pela Instituição que escolhemos amar.
Concordo plenamente contigo, mas é q vc sabe né, eu adoro uma polemica, rs... E quanto a Minas, eu sou mineiro tb, não há o que discutir, o cruzeiro só tem perebas... O Atletico é bem melhor mesmo... Abração cara, vamos fazer esse povo pensar, discutir, de forma saudável, claro... E é verdade, uma boa parte da galera gls é sao paulina, por quê será? kkkkkk
Gigante Colorado disse…
É inexplicável como torcemos, rimos, e algumas vezes até choramos por nossos times, mas é isso que torna esse esporte tão emocionante, as pessoas jogam junto com seus times!

;*

Adorei o post! ;)
Realmente o futebol é a paixão nacional.
Tudo Teen disse…
é com certeza, fuutebolé paixãaao estadual, nacional, mundial..
pisovelho.com.br disse…
Certíssimo.
Mas o amor não pode virar obsessão. Ódio.
Um time de futebol não merece a vida de um torcedor.
E infelizmente não é isso que vemos pelo mundo.
Muito bom texto.. concordo com tudo o que tu disse!
Sou um apaixonado por futebol e fanático pelo meu time..
Grande abraço!
http://analisefc.blogspot.com/
Anônimo disse…
vou mandar fazer uma tatú do meu time do coração claro estou falando do esporte clube bahia bi.campeão brasileiro
abraços a todos tricolor de aço
pra cima bahia edy. bahia

Postagens mais visitadas deste blog

Jump Fit x Power Jump

Sou professor capacitado do Jump Fit desde 2003. Acompanhei durante esses 07 anos todas as transformações e melhorias que foram necessárias para manter o sucesso da modalidade. Nesse meio tempo, outros programas similares também foram criados provocando uma concorrência nesse segmento no mercado do fitness.
Há poucos dias um colega de profissão me convidou para fazer uma aula de Power Jump da empresa Body Systems. Já tinha ouvido falar do programa, mas nunca havia participado de uma aula. Meu contato com o Jump sempre foi com a Fit-Pró, pioneira no Brasil com esse tipo de modalidade.
Basicamente a estrutura das aulas são similares. A diferença está na forma como é realizado o aquecimento, nas pausas entre coreografias e na duração de algumas músicas. Não tive acesso ao material didático da Body Systems, porém conversei com o professor e as considerações feitas pelo mesmo me permitem fazer as minhas a respeito dos programas.
Nas aulas de Jump Fit existe uma música inteira dedicada ao aque…

Programas de qualidade na TV brasileira

A TV aberta no Brasil passa por um momento onde programa de conteúdo é cada vez mais raridade na programação. Devido ao trabalho acompanho vejo TV com mais frequência à noite e eventualmente nos finais de semana, porém prefiro acompanhar a programação dos canais fechados.
Mas como nem tudo está perdido, dou a dica de cinco programas que na minha modesta opinião vale a pena acompanhar:
1 – Profissão Repórter (Globo – 3ª feira): Uma equipe de jovens jornalistas sob o comando de Caco Barcellos, consegue levar coberturas sólidas em diferentes ângulos de uma mesma notícia. Com maestria o veterano jornalista consegue destacar o processo de profissionalização de jovens recém-formados em cada etapa da matéria, aprendendo na prática a elaborar a reportagem, desde a apuração até a edição final.

2 – A Grande Família (Globo – 5ª feira): Com um texto de primeira linha e um grupo de atores do mais alto gabarito o programa retrata de forma engraçada situações rotineiras de uma família de classe média. …

Valentin

Com pais ausentes e um ambiente familiar conturbado, Valentin é um menino imaginativo, cujo maior sonho é ser uma criança comum, com uma família de verdade. Enquanto tenta consertar as falhas em seu mundo, ele será capaz de trazer alegria, sabedoria e até mesmo romance aos adultos que o cercam.
“Valentin” é um dos filmes mais encantadores que assisti. A história nos emociona do início ao fim. Um drama inocente e cheio de esperança que ficou muito bem narrado por uma criança.
Rodrigo Noya, o protagonista, nos cativa pela sua sensibilidade e inteligência, longe de ser uma daquelas crianças prodígio chatas. O menino é um escândalo de tão bom. Valentin pode ser vesgo e usar óculos fundo de garrafa, mas enxerga perfeitamente o ponto fraco da maioria dos adultos que o cercam.
Outro ponto forte é a química entre os atores. Perfeitos dentro dos seus papéis. Destaque para Carmen Maura, como sempre brilhante em tudo que faz. Elenco nota 10.
Cinema argentino, leve, sensível e de excelente qualidade…