Pular para o conteúdo principal

O CIRCO da Fórmula 1

O que leva um esportista a deixar de lutar por uma vitória quando se disputa uma competição? Como ex-atleta amador fico incomodado ao ver conchavos para que se favoreça uma equipe ou atleta. A grande beleza do esporte é a vontade de chegar ao ponto mais alto do pódio, a conquista de pontos importantes para ser um campeão.

Nessa linha de raciocínio o que dizer sobre o absurdo ocorrido no Grande Prêmio de Fórmula 1 da Alemanha, onde Felipe Massa foi obrigado a deixar que seu “companheiro” de equipe vencer a prova. Depois de Barrichello foi a vez de Massa se sujeitar a mais uma maracutaia desse esporte mais conhecido como circo, onde nós torcedores somos os palhaços.

O pior é ver as explicações do piloto brasileiro dizendo que a atitude foi em prol da equipe. Que se dane a equipe. Antes de tudo ele representa um país. Isso é típico de esportistas perdedores. Tenho vergonha de brasileiros como os citados que se sujeitam a tais práticas.

Duvido que Senna compactuasse com situações como essa. Aquele sim era um orgulho brasileiro. Bons tempos!

Comentários

Luiz Brisa disse…
eu acho q esse ano p/ brasileiros ja acabo
lopes disse…
Que saudades do Ayrton Sena!

Pra mim o que leva um esportista a desistir da vitoria são os seus contratos milhonarios... E isto não tem acontecido só na Formula 1.

Lamentável!

http://identidade-cultural.blogspot.com/
FILhote disse…
tah cada vez mais ridiculo isso
perde a graca assistir una competicao
en que nao ha competicao
patetico
Jamile Fernanda disse…
Concordo com o lopes o interesse financeiro, muitas vezes fala mais alto!
Aline disse…
O Dinheiro pra eles é mais importante do que qualquer vitoria.
Eduardo o/ disse…
uma hora cansa


simples

e infelizmente

http://oarlecrim.blogspot.com/
é péssimo quando o dinheiro falo mais alto do que a conquista...
Ehh Brasil esse ano.. deixa pra proxima :B hauhauhau

Bom blog velho! Bom post! Parabens.

Gui Dutra
http://guilhermeddutra.blogspot.com/
Salete Corrêa disse…
Esse ano as coisas estão escancaradas na F1, tudo na cara, as intrigas, as escolhas, as estratégias, e no meio disso tudo a falta da ousadia, e qundo ousado, inconsequente. Talvez fosse preciso escancarar as feridas para curá-las. Que a F1 aprenda com isso!

Visite o meu: http://pontapedepartida.blogspot.com/
OGROLÂNDIA disse…
Na época em que eu via fórmula 1 não tinha disso. havia brigas históricas dentro das próprias equipes.
Hoje perdeu-se isso.
Pensando em um conceito de equipe, em que se deve buscar um resultado por equipe, a coisa se torna menos chocante.
com tanto dinheiro envolvido acho que a tendência da fórmula 1 vai ser essa mesmo.
um corredor principal e outro, sendo que o segundo, assim digamos, teria que abrir mão de posições para o principal.
Tititiecia. disse…
Ahh realmente, isso é terrível. O brasil, é quase impossivel ganhar.. Mais tem chances! Sabe, não culpo o Felipe Massa não! mais sei lá né?

:S
beijos, das meninas TT
http://revistatudoteen.blogspot.com/
Rafael disse…
foi ridiculo isso. Claro que a Ferrari tava colocando seus interesses em jogo. Mas isso fere o esporte e tbm a carreira de ambos os pilotos, pois desmerece a vitoria de Alonso mostrando que ele nao teria capacidade de ultrapassar o Felipe e do proprio Felipe que deixa de vencer e permitiu confirmar a historia de que apenas e o piloto numero 2. Mesquinharia de quem ja foi um vice campeão do mundo..

acessa ai http://www.leontextos.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

Jump Fit x Power Jump

Sou professor capacitado do Jump Fit desde 2003. Acompanhei durante esses 07 anos todas as transformações e melhorias que foram necessárias para manter o sucesso da modalidade. Nesse meio tempo, outros programas similares também foram criados provocando uma concorrência nesse segmento no mercado do fitness.
Há poucos dias um colega de profissão me convidou para fazer uma aula de Power Jump da empresa Body Systems. Já tinha ouvido falar do programa, mas nunca havia participado de uma aula. Meu contato com o Jump sempre foi com a Fit-Pró, pioneira no Brasil com esse tipo de modalidade.
Basicamente a estrutura das aulas são similares. A diferença está na forma como é realizado o aquecimento, nas pausas entre coreografias e na duração de algumas músicas. Não tive acesso ao material didático da Body Systems, porém conversei com o professor e as considerações feitas pelo mesmo me permitem fazer as minhas a respeito dos programas.
Nas aulas de Jump Fit existe uma música inteira dedicada ao aque…

Programas de qualidade na TV brasileira

A TV aberta no Brasil passa por um momento onde programa de conteúdo é cada vez mais raridade na programação. Devido ao trabalho acompanho vejo TV com mais frequência à noite e eventualmente nos finais de semana, porém prefiro acompanhar a programação dos canais fechados.
Mas como nem tudo está perdido, dou a dica de cinco programas que na minha modesta opinião vale a pena acompanhar:
1 – Profissão Repórter (Globo – 3ª feira): Uma equipe de jovens jornalistas sob o comando de Caco Barcellos, consegue levar coberturas sólidas em diferentes ângulos de uma mesma notícia. Com maestria o veterano jornalista consegue destacar o processo de profissionalização de jovens recém-formados em cada etapa da matéria, aprendendo na prática a elaborar a reportagem, desde a apuração até a edição final.

2 – A Grande Família (Globo – 5ª feira): Com um texto de primeira linha e um grupo de atores do mais alto gabarito o programa retrata de forma engraçada situações rotineiras de uma família de classe média. …

Valentin

Com pais ausentes e um ambiente familiar conturbado, Valentin é um menino imaginativo, cujo maior sonho é ser uma criança comum, com uma família de verdade. Enquanto tenta consertar as falhas em seu mundo, ele será capaz de trazer alegria, sabedoria e até mesmo romance aos adultos que o cercam.
“Valentin” é um dos filmes mais encantadores que assisti. A história nos emociona do início ao fim. Um drama inocente e cheio de esperança que ficou muito bem narrado por uma criança.
Rodrigo Noya, o protagonista, nos cativa pela sua sensibilidade e inteligência, longe de ser uma daquelas crianças prodígio chatas. O menino é um escândalo de tão bom. Valentin pode ser vesgo e usar óculos fundo de garrafa, mas enxerga perfeitamente o ponto fraco da maioria dos adultos que o cercam.
Outro ponto forte é a química entre os atores. Perfeitos dentro dos seus papéis. Destaque para Carmen Maura, como sempre brilhante em tudo que faz. Elenco nota 10.
Cinema argentino, leve, sensível e de excelente qualidade…