Pular para o conteúdo principal

Dogville

Estados Unidos, anos 30. Grace (Nicole Kidman) está fugindo de um bando de gângsteres. Ela chega a isolada cidade de Dogville, onde é auxiliada por Tom Edison (Paul Bettany), um morador que intercede a seu favor junto à comunidade local: eles a ajudam a se esconder e em troca, ela se compromete a prestar-lhes pequenos serviços. Com o tempo Grace descobre que a bondade das pessoas da cidade é algo bem relativo e a sua segurança custará mais caro do que ela supunha.

O início de "Dogville" é arrebatador. O impacto da cenografia do filme é enorme, chega a ser difícil acompanhar as legendas nos primeiros minutos pela vontade que se tem de parar o filme e compreender aquela construção cenográfica.

A história expõe todas as mazelas da sociedade de maneira crua e dura. A mudança de comportamento dos personagens é a clara demonstração de que investido do poder as pessoas transformam. O filme é repleto de metáforas, sendo a maior delas a própria cidade. A falta de paredes demonstra a maior das verdades, que toda sordidez é vista, mas todo mundo finge que não vê.

Com um elenco de alto nível, o destaque maior fica por conta de Nicole Kidman, que conquista o espectador com seu jeito meigo assim que aparece. Kidman tem uma grande atuação, contida e milimetricamente calculada para que sua personagem não caia para o melodramático em momento algum, mesmo quando Grace passa pelos piores momentos dentro do filme.

“Dogville” é cruel, diferente, chocante, marcante e além de tudo excepcional. Um dos melhores filmes de todos os tempos.

Comentários

Caroline Farias disse…
Ótima indicação, te linkei nos meus favoritos, vou voltar aqui sempre!

beijinhos
Fabiano disse…
Caio,
Não sei onde encontrará o filme para baixar. Normalmente compro original nas lojas de vendas da internet.
Mateus disse…
Ótima indicação. Adoro a Nicole Kidman.
É o próximo filme que eu vou ver.

Abraço
perplife.blogspot.com
cara procurei d+ na locadora e num encontrei o jeito é baixar da net

http://adolescente-antenado.blogspot.com/
Bruuh Fevers disse…
esse filme parece ser bem legal,já ouvi falarem muito bem dele!!

http://imodelblog.blogspot.com/

ótimo blog,sucesso
william disse…
Nossa gostei da sinopse que fez do filme , estou curioso e vou velo :D

òtima dica.
Charles K. disse…
Como sempre recomendando ótimos filmes, os que não assisti ainda, procuro comprar pra assistir, esse é mais um que pela descrição fiquei com vontade assistir. Parabéns pelo selo que recebeste.
Joice Kelly disse…
irei assistir com certeza! parabens pelo blog!

www.joice-kelly.blogspot.com
Pablo L. disse…
Bem interessante.

Humor,variedades e cultura japonesa:
http://osacidepatinete.blogspot.com/
Seub log é bom por favor atulize ele sempre

http://adolescente-antenado.blogspot.com/
greg disse…
boa dica cara!!
curto filmes desse estilo!!
http://naosentindo.blogspot.com
Sâmela disse…
eu amo os filmes da Nicole Kidman.
saudeecompanhia disse…
Excelente indicação de filme!
Blog do Terra disse…
realmente é um otimo filme, otima resenha sobre ele
Caroline Farias disse…
Comentei ontem aqui, mas continuo a dizer q adorei aqui!

beijinhos
Diva 30 Anos disse…
Dogville é daqueles filmes que depois de assistir você fica "caraca..."

a postagem me lembrou que tenho de assistir Manderlay!

vou voltar aqui, achei o blog interessante!
Hmmm..interessante..
Vou procurar ver! Coisas novas e diferentes são sempre boas, não é?
;D
beijão
Inez disse…
Ótima dica, parece ser um filme bom.
Rafael Araujo disse…
Retribuindo a visita ok??
http://maniaderafa.blogspot.com
abraços
Parabéns pelo Blog
Jessica Jin disse…
Lars Von trier arrebenta na estetica do filme! è realmente muito bom, mas não gosto muito da Nicole Kidman, não acho ela tudo isso, mas isso não interfere em nada no filme.
Pictures & Arts disse…
Acredito que gostar da Nicole Kidman é uma coisa, agora gostar do Las von Trier é outra bem diferente!

pra mim esse é um dos diretores mais diferentes que conheço. Seu jeito de fazer filme não é convencional, ele segue algumas regras de filmagem que não me agrada.

particularmente não gostei desse filme, achei muito monótono para aproximadamente 2h, porém não deixa de ser intrigante...

Postagens mais visitadas deste blog

Jump Fit x Power Jump

Sou professor capacitado do Jump Fit desde 2003. Acompanhei durante esses 07 anos todas as transformações e melhorias que foram necessárias para manter o sucesso da modalidade. Nesse meio tempo, outros programas similares também foram criados provocando uma concorrência nesse segmento no mercado do fitness.
Há poucos dias um colega de profissão me convidou para fazer uma aula de Power Jump da empresa Body Systems. Já tinha ouvido falar do programa, mas nunca havia participado de uma aula. Meu contato com o Jump sempre foi com a Fit-Pró, pioneira no Brasil com esse tipo de modalidade.
Basicamente a estrutura das aulas são similares. A diferença está na forma como é realizado o aquecimento, nas pausas entre coreografias e na duração de algumas músicas. Não tive acesso ao material didático da Body Systems, porém conversei com o professor e as considerações feitas pelo mesmo me permitem fazer as minhas a respeito dos programas.
Nas aulas de Jump Fit existe uma música inteira dedicada ao aque…

Programas de qualidade na TV brasileira

A TV aberta no Brasil passa por um momento onde programa de conteúdo é cada vez mais raridade na programação. Devido ao trabalho acompanho vejo TV com mais frequência à noite e eventualmente nos finais de semana, porém prefiro acompanhar a programação dos canais fechados.
Mas como nem tudo está perdido, dou a dica de cinco programas que na minha modesta opinião vale a pena acompanhar:
1 – Profissão Repórter (Globo – 3ª feira): Uma equipe de jovens jornalistas sob o comando de Caco Barcellos, consegue levar coberturas sólidas em diferentes ângulos de uma mesma notícia. Com maestria o veterano jornalista consegue destacar o processo de profissionalização de jovens recém-formados em cada etapa da matéria, aprendendo na prática a elaborar a reportagem, desde a apuração até a edição final.

2 – A Grande Família (Globo – 5ª feira): Com um texto de primeira linha e um grupo de atores do mais alto gabarito o programa retrata de forma engraçada situações rotineiras de uma família de classe média. …

Valentin

Com pais ausentes e um ambiente familiar conturbado, Valentin é um menino imaginativo, cujo maior sonho é ser uma criança comum, com uma família de verdade. Enquanto tenta consertar as falhas em seu mundo, ele será capaz de trazer alegria, sabedoria e até mesmo romance aos adultos que o cercam.
“Valentin” é um dos filmes mais encantadores que assisti. A história nos emociona do início ao fim. Um drama inocente e cheio de esperança que ficou muito bem narrado por uma criança.
Rodrigo Noya, o protagonista, nos cativa pela sua sensibilidade e inteligência, longe de ser uma daquelas crianças prodígio chatas. O menino é um escândalo de tão bom. Valentin pode ser vesgo e usar óculos fundo de garrafa, mas enxerga perfeitamente o ponto fraco da maioria dos adultos que o cercam.
Outro ponto forte é a química entre os atores. Perfeitos dentro dos seus papéis. Destaque para Carmen Maura, como sempre brilhante em tudo que faz. Elenco nota 10.
Cinema argentino, leve, sensível e de excelente qualidade…