Pular para o conteúdo principal

Estão todos bem

Frank Goode (Robert De Niro) sempre trabalhou para dar um futuro melhor para sua família. Com a morte da esposa, percebeu que dedicou pouco tempo para os quatro filhos. Decidido a recuperar esse tempo, Frank parte em viagem pelos quatro cantos do país com o intuito de reunir a família.

“Estão todos bem” é um filme que apresenta uma história simples, que retrata a realidade da maioria das famílias atuais e por isso mesmo prende a atenção do espectador do início ao fim. A tônica é mostrar uma relação entre pais e filhos que se amam, mas que não conseguem se comunicar. É quase impossível não se ver na pele de um dos protagonistas.

Com um roteiro tocante, um elenco de primeira linha e uma bela trilha sonora a história tem momentos de pura emoção e só sendo muito insensível para não emocionar.

Robert De Niro dá um show de interpretação como há tempos não acontecia e demonstra uma real sensibilidade nos diálogos com seus filhos, especialmente quando repete a todos a mesma pergunta: “você é feliz?”.

Um ótimo filme que nos faz repensar na forma de lidar com as relações familiares. Imperdível.

Comentários

Rildo Junior , disse…
Sou simplemente apaixonado por filmes, ainda não assisti esse, mas me interessei pela história e vou procurar pra baixar, gostei do seu blog, o layout é muito bom, quando puder e quiser passa lá no meu.

www.this---isme.blogspot.com
(...) Descobri que se não podemos arrancar uma página da vida, podemos jogar o livro inteiro no fogo.
Felipe disse…
[Oh, fuck] Primeiramente quero dizer que tu escreve muito bem. Ok, eu nunca tinha ouvido falar desse filme mas parece ser bom. Conheço todo o elenco e eles são realmente de primeira linha. O filme deve retratar uma realidade diferente da minha sobre pais e filhos, deve ser bem difernte mesmo. Muito bom o post. É isso (:

(espero que gosto do comentário)

www.modasblog.blogspot.com
Pedro disse…
Esse parece ser um filme bem legal, principalmente pela presença da Drew (amo ela).
Mônica Pinheiro disse…
Que blog legal! Adorei! Estou seguindo.
Bjos

http://www.redenacional1.blogspot.com
Rodolfo disse…
Nunca tinha ouvido falar deste filme, mas é bem interessante e vou procurar.

Seu blog, por sinal, é muito bom, parabéns!
Leandro Hellsing disse…
Obrigado pelo seu comentário no meu blog!

Arriscar é bom! Experimente! E lembre-se: A primeira vez é sempre a última chance! Então aproveite as oportunidades! Faça o que sentir vontade! E não se preocupe com o que os outros pensam de você!

Ahh, esse filme é bom! =)

Abraço!
Leandro Hellsing
BLoG do CHARQuE disse…
vou ver esse filme

quanto ao comentario lá no blog do charque são respostas verídicas sim!!!

todas tiradas de um revista de grande circulação

a EXAME!!!

hauuhahuahuauauh
@juusep disse…
Nunca ouvi falar deste filme, mas achei tocante!
Sophie disse…
Sim sim, esse filme parece ser muito bom *--*
Sou muito apaixonada por filmes, e esse me interessou bastante!
Mayara disse…
Pelo que falou do filme achei bem interessante. E estou disposta a ver. Sempre gostei desses filmes envolvendo problemas familiares. Ainda mais para assistir com a família, que aí ela pode se tocar.
Adorei o post. E o blog como sempre, impecável. Já passei por aqui antes, certeza, haha :*
ideiasdepresente disse…
Ah, que filme interessante este parece ser!

Adoro assistir filme, ando sempre precisando de dicas =X pelo visto achei minha próxima vítima hehehe
Estava mesmo a precisar d euma dica para filme, obrigada !

http://deixeteusermudomefazerfalar.blogspot.com/
Italo Gomes disse…
Deve ser um filmaço por que o Roberto De Niro é um grande ator!

e essa kate beckinsale (desculpe se escrevi errado rsrs) senao me engano fez o filme "click" com adan sandler


http://italoopensador.blogspot.com/

xD
Karla Hack disse…
Este foi um filme que realmente me surpreendeu!
Simples, sem pretenções absurdas, apenas retratando a família, a complicada vivência familiar... verdades e mentiras.
E todos estão muito bem nos papéis.
É um belo filme e que merece ser assistido!
;D

Postagens mais visitadas deste blog

Jump Fit x Power Jump

Sou professor capacitado do Jump Fit desde 2003. Acompanhei durante esses 07 anos todas as transformações e melhorias que foram necessárias para manter o sucesso da modalidade. Nesse meio tempo, outros programas similares também foram criados provocando uma concorrência nesse segmento no mercado do fitness.
Há poucos dias um colega de profissão me convidou para fazer uma aula de Power Jump da empresa Body Systems. Já tinha ouvido falar do programa, mas nunca havia participado de uma aula. Meu contato com o Jump sempre foi com a Fit-Pró, pioneira no Brasil com esse tipo de modalidade.
Basicamente a estrutura das aulas são similares. A diferença está na forma como é realizado o aquecimento, nas pausas entre coreografias e na duração de algumas músicas. Não tive acesso ao material didático da Body Systems, porém conversei com o professor e as considerações feitas pelo mesmo me permitem fazer as minhas a respeito dos programas.
Nas aulas de Jump Fit existe uma música inteira dedicada ao aque…

Programas de qualidade na TV brasileira

A TV aberta no Brasil passa por um momento onde programa de conteúdo é cada vez mais raridade na programação. Devido ao trabalho acompanho vejo TV com mais frequência à noite e eventualmente nos finais de semana, porém prefiro acompanhar a programação dos canais fechados.
Mas como nem tudo está perdido, dou a dica de cinco programas que na minha modesta opinião vale a pena acompanhar:
1 – Profissão Repórter (Globo – 3ª feira): Uma equipe de jovens jornalistas sob o comando de Caco Barcellos, consegue levar coberturas sólidas em diferentes ângulos de uma mesma notícia. Com maestria o veterano jornalista consegue destacar o processo de profissionalização de jovens recém-formados em cada etapa da matéria, aprendendo na prática a elaborar a reportagem, desde a apuração até a edição final.

2 – A Grande Família (Globo – 5ª feira): Com um texto de primeira linha e um grupo de atores do mais alto gabarito o programa retrata de forma engraçada situações rotineiras de uma família de classe média. …

Valentin

Com pais ausentes e um ambiente familiar conturbado, Valentin é um menino imaginativo, cujo maior sonho é ser uma criança comum, com uma família de verdade. Enquanto tenta consertar as falhas em seu mundo, ele será capaz de trazer alegria, sabedoria e até mesmo romance aos adultos que o cercam.
“Valentin” é um dos filmes mais encantadores que assisti. A história nos emociona do início ao fim. Um drama inocente e cheio de esperança que ficou muito bem narrado por uma criança.
Rodrigo Noya, o protagonista, nos cativa pela sua sensibilidade e inteligência, longe de ser uma daquelas crianças prodígio chatas. O menino é um escândalo de tão bom. Valentin pode ser vesgo e usar óculos fundo de garrafa, mas enxerga perfeitamente o ponto fraco da maioria dos adultos que o cercam.
Outro ponto forte é a química entre os atores. Perfeitos dentro dos seus papéis. Destaque para Carmen Maura, como sempre brilhante em tudo que faz. Elenco nota 10.
Cinema argentino, leve, sensível e de excelente qualidade…