Pages

domingo, 31 de outubro de 2010

A Presidente


Agora é oficial, Dilma Rousseff é a primeira presidente mulher do Brasil.

Alguns irão comemorar, outros irão torcer o nariz. Independente da escolha partidária é a hora de cada um de nós fiscalizarmos e cobrarmos para que todas as propostas sejam cumpridas e que erros do passado não se repitam.

Boa sorte Brasil!

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

A moda dos coloridos

Hoje se fala muito da moda colorida de algumas bandas. Muitos criticam as músicas dessa garotada, mas na adolescência nem sempre as nossas escolhas são as melhores. Já ouvi algumas canções e sinceramente não fazem o meu estilo, talvez por estar com uma idade já avançada para esse tipo de som.


Restart e Fiuk - os coloridos de hoje

Além da música, o que muitos criticam é a forma colorida de se vestir desses artistas. Calças e blusas nas mais variadas cores são marca registrada dos músicos. Algo que não é tão recente. Se fizermos uma breve busca na internet vamos encontrar grandes bandas internacionais e nacionais que também era adeptas ao mundo colorido.

É preciso deixar claro que não tem como comparar musicalmente Restart com Pink Floyd, seria covardia com esses garotos, mas em alguns momentos os músicos britânicos também erraram a mão no figurino.

Divirta-se com as imagens.

Bee Gees - Os terninhos coloridos faziam sucesso na década de 60


Pink Floyd - Um dia eles também gostaram de cores


Led Zeppelin - As cores fortes sempre presente


Cindy Lauper - Nos anos 80 ela chocava o mundo com suas roupas extravagantes e coloridas


Dominó - Os coloridos dos anos 80 no Brasil


Menudos - Esses com certeza são a fonte inspiradora dos coloridos desse novo século



terça-feira, 26 de outubro de 2010

Polaróides Urbanas

Na maioria das vezes compro filmes brasileiros pelo seu elenco. Ao adquirir “Polaróides Urbanas” além de grandes atores ainda se tratava da adaptação de um espetáculo teatral de Miguel Falabella que foi visto por mais de 800 mil pessoas.

A sinopse retrata o filme como uma comédia de costumes repleta de situações e personagens que fazem parte do cotidiano: uma dona de casa entediada, sua irmã gêmea deslumbrada, uma psicanalista que não sabe ser mãe, uma garota ambiciosa, um garoto de programa apaixonado, entre muitos outros.

Discordo inteiramente do gênero COMÉDIA. Está mais para drama. A história é repleta de sofrimento, onde praticamente todos os personagens têm traços de depressão. Rir? São raríssimos esses momentos.

Marília Pêra, Neusa Borges e Ana Roberta Gualba (a Paulinha de Mulheres Apaixonadas) são os globais que se destacam. Arlete Salles não conseguiu encontrar o tom certo para sua personagem. Natália do Vale, Marcos Caruso e Otávio Augusto decepcionantes em seus papéis.

Com um texto sem graça e um autor sem inspiração, o filme pode valer a pena somente para apreciar a beleza de Juliana Baroni e para quem gosta os músculos de Alexandre Slaviero e Nicolas Trevijano.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Greve na França - Exemplo a ser seguido

Acompanhando as notícias sobre a greve geral na França fica claro que nós brasileiros ainda estamos mil anos luz distantes dos países desenvolvidos.

É impressionante como os europeus se envolvem na vida política do país e buscam sempre uma melhoria para a vida dos cidadãos. Enquanto nós elegemos Tiririca para a Câmara dos Deputados, na França o povo sai às ruas para protestar contra a reforma da previdência que pretende aumentar a idade mínima para aposentar de 60 para 62 anos e a integral de 65 para 67 anos.

Durante uma breve estada na Itália em 2003, acompanhei uma greve geral convocada pelos sindicatos e fiquei impressionado de ver como realmente tudo pára. Transportes, lojas, empresas estatais e governamentais. O povo atende o chamado para lutar pelos seus direitos. Fico chocado com a violência das manifestações, mesmo sabendo que elas têm um cunho idealista, porém não menos chocado quando percebo que somos um povo que se mobiliza apenas para receber uma seleção de futebol campeã do mundo.

Temos muito que aprender.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Férias em Buenos Aires III

Os dois passeios que indicarei realizei no final de semana. Em Lujan foi tranquilo, já no Tigre sugiro outro dia, já que domingo é como se estivesse na feira hippie de Belo Horizonte devido a aglomeração de pessoas.

Lujan

O zoológico de Lujan fica localizado a 67 km de Buenos Aires. Proporciona aos seus visitantes um passeio diferente, pois você entra na jaula com os animais. Fica cara a cara com ilhamas, leões, tigres, elefantes, camelos e outras espécies. Tudo é muito rústico e o valor da entrada é de 20 pesos. Imperdível.



Ao retornar vale a pena passar pela cidade de Lujan para conhecer a Catedral Nossa Senhora de Lujan. É gótica e simplesmente maravilhosa.




Tigre

Para chegar você pode usar o Trem de La Costa (dizem ser o mais turístico dos passeios), de ônibus ou de táxi.

O Delta do Tigre é um conjunto de canais, ilhas. Há diversas opções de passeios pelo Delta. O mais popular é o catamarã (30 pesos), mas não faz nenhuma parada. Outros barcos podem parar em restaurante ou hotéis específicos.

Após o passeio a pedida é conhecer o Porto de Frutos. É possível comprar artesanato, roupas e apreciar a culinária argentina. Há diversos restaurantes. Vá também ao Museu de Arte, ao cassino e se possível ao parque de diversões que estão localizados na cidade.


domingo, 17 de outubro de 2010

Férias em Buenos Aires II

É possível conhecer praticamente os principais pontos turísticos de Buenos Aires em 3 dias. A cidade é plana de fácil locomoção. Alguns desses pontos estão praticamente na mesma região sendo possível visitá-los a pé.

As sugestões que darei são de lugares que na minha modéstia opinião não se pode deixar de conhecer.

- Casa Rosada e Catedral Metropolitana: Localizadas na Praça de Maio é uma boa pedida para aqueles que gostam de apreciar a arquitetura local. Se possível visite a sede do governo no final de semana quando é possível fazer um tour pelo interior do prédio.

Praça de Maio

- Café Tortoni: Um dos cafés mais antigos e tradicionais de Buenos Aires. Tem até fila para entrar, mas não se pode deixar de conhecer e provar os churros com chocolate. O café é um dos mais caros da cidade.

- Rua Florida: Uma das mais famosas, só de pedestre, com várias lojas para se fazer compras. Tem casa de Tango, cafés, livrarias, loja de roupas e perfumes. A Galeria Pacífico é um shopping só com lojas de marcas famosas. A galeria é maravilhosa, pois as paredes são pintadas de obras primas.

La Bombonera
- La Bombonera: O estádio do Boca Juniors é um local para os amantes ou não do futebol. Além do museu é possível fazer um tour (40 pesos por pessoa, aproximadamente R$ 20,00) pelas arquibancadas, vestiários e o campo. É muito diferente dos estádios brasileiros, com o alambrado lateral de vidro e com arquibancadas verticais. Um autêntico caldeirão.

- El Caminito: É uma passagem de uma só quadra localizada no bairro de La Boca, povoada por artistas de rua e dançarinos de tango.

- Jardim Japonês: A entrada é de 4 pesos. Um lugar lindo e tranquilo para se visitar no meio da metrópole. Nas proximidades se encontra o Planetário Municipal além dos Bosques de Palermo que tem todos os lagos artificiais.

- Av. Córdoba: Local onde se encontram os Outlets argentinos e de marcas famosas como Nike, Puma, Adidas. Comprar tênis é uma boa pedida já que os pesos são praticamente a metade dos valores praticados no Brasil.

- Cemitério da Recoleta: Um dos mais visitados do mundo, com túmulos que mais parecem obras de arte. É o local onde Eva Peron foi enterrada.

- Floris Generica: Uma flor de aço e alumínio enorme, onde as pétalas fecham a noite e abrem quando o sol aparece. Fica ao lado da Faculdade de Direito, um prédio que tem uma arquitetura ímpar.

Floris Generica
- Puerto Madero: O mais novo bairro da cidade. Era um dos antigos portos de Buenos Aires e hoje é um local sofisticado com ótimas opções de restaurante. Muitos consideram ser um local onde a comida é cara, mas se comparado aos grandes restaurantes brasileiros a diferença é gigantesca. Vale a pena ir pelo menos um dia para comer bem.

- Bares / Boates: Se quiser diversão vá para o bairro de Palermo. Há diversos bares, pubs que a partir das 2 da madrugada transformam-se em boates. Outra boa opção é ir ao complexo que fica próximo ao aeroporto de vôos domésticos. É um pouco distante do centro da cidade, mas sem dúvida é onde estão as melhores baladas.

- Livraria El Ateno: Um antigo teatro que foi transformado numa das maiores livrarias da cidade. É um lugar único.

- Show de Tango: São diversos espalhados pela cidade. Fui ao Señor Tango. É feito para turista. A casa é linda, mas tudo muito caro. Um copo de água sai por 20 pesos. Para assisitir ao show sem direito a nada terá que desembolsar 120 pesos. Com o jantar incluso o valor sobe para 360 pesos. Aconselho jantar após o espetáculo. Apesar do valor é um programa imperdível.

No próximo post os passeios fora da cidade de Buenos Aires.


sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Férias em Buenos Aires I

Férias 2010 e duas opções. Nordeste brasileiro ou Buenos Aires na Argentina. Colocando tudo na ponta do papel por incrível que pareça viajar para a terra dos nossos hermanos ficava mais barato.

A colonização da coroa espanhola deu a cidade um ar de Europa. A arquitetura lembra os países do velho continente, onde o antigo e o moderno se misturam. Mesmo com toda essa modernidade, souberam conservar as velhas tradições e lugares mais íntimos. É impossível não ficar fascinado pelo seu ambiente, a diferente personalidade de cada um dos seus bairros e suas enormes possibilidades culturais e comerciais.

Buenos Aires é uma cidade que praticamente não dorme. Durante o dia o programa é visitar museus, parques, praças, bairros, prédios históricos, monumentos e fazer compras. À noite, vale a pena sair para jantar sempre a partir das 21h. Para quem curte uma boa balada a pedida são as diversas boates que lotam sempre depois das 2 da madrugada.

Dicas gerais:

- A moeda local está desvalorizada em relação ao real. 1 peso = R$ 2,26. É tranquilo realizar a troca. Os bancos pagam mais do que as casas de câmbio. No próprio aeroporto tem um banco que faz a transação. Depois é ir às compras. Todas as lojas aceitam cartões de crédito.

- Taxi é um meio de transporte barato. Compensa para quem quer maior comodidade e velocidade nos deslocamentos. Metrô e ônibus funcionam bem.

- Nunca pague taxi com notas altas. Existe um mito de que muitos taxistas repassam notas falsas. Para maior segurança utilize o serviço do hotel que providencia o taxi.

- Mesmo na primavera é importante levar agasalhos.

- Em relação à língua não há com o que se preocupar. Como muitos brasileiros estão indo para Argentina, eles acabam entendendo o que falamos. É possível virar-se bem com o “portunhol”.

- O free shop da Argentina (embarque para o Brasil) é muito bom. Uma variedade gigantesca. Infelizmente eles não dividem as compras. Se necessitar parcelar terá que comprar nas lojas dos aeroportos brasileiros.

Nos próximos posts darei dicas sobre lugares e passeios em Buenos Aires.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Voltando ao blog


Após 15 dias de merecidas férias volto à ativa tanto no trabalho quanto no blog. Nesse período procurei me desligar completamente da internet, celular de trabalho, enfim, queria aproveitar ao máximo os dias de folga, viajando ou mesmo ficando em casa sem ter o que fazer. Não queria compromisso com nada.

Mas voltando a rotina, a vontade de escrever também retornou. Nesses dias irei postar sobre a viagem que realizei para Buenos Aires. Darei dicas para os que ainda não visitaram a cidade. É um passeio imperdível e que fica mais em conta do que viajar para as praias nordestinas.

Quem quiser saber um pouco da cidade mais européia da América do Sul é só ficar de olho no blog.